Começar a praticar exercícios físicos, principalmente para quem nunca teve esse hábito, costuma vir acompanhado de muitas dúvidas. Qual tipo de roupa usar, o que considerar na hora de escolher as atividades, o que eu posso e o que eu não posso fazer? Se a sua meta para 2017 é ter uma vida mais saudável, com mais exercícios físicos, você provavelmente está se perguntando estes e outros tipos de coisa. Mas uma das maiores dúvidas quanto à prática de atividades físicas é: qual o melhor horário para se exercitar? Você sabe qual é a diferença entre os períodos do dia? Nós separamos tudo que você precisa saber para decidir qual horário do seu dia será dedicado aos exercícios!

De manhã

Os exercícios físicos pela manhã podem modificar seu corpo de uma maneira que pode ser bastante vantajosa para você. Ao se exercitar logo cedo, seu organismo é acelerado já no início do dia, fazendo com que você desperte de maneira mais rápida. Além disso, há a atuação dos hormônios: com a atividade, uma descarga de endorfina, por exemplo, acontece no seu corpo e isso pode fazer com que você se sinta mais disposto, com mais vigor e mais bem-humorado, o que, com certeza, é um plus para o início do dia.
Mas há uma informação bastante importante, que diz respeito à alimentação. Aconselha-se que os exercícios físicos nunca sejam feitos de estômago vazio; por estar com pouca reserva de energia neste momento do dia, praticar atividades sem antes ter se alimentado pode gerar um quadro de hipoglicemia.

Também não é recomendado praticar exercícios depois de comer muito. O ideal é esperar, pelo menos, 1 hora entre o café da manhã e a atividade.

À tarde

Grande parte das pessoas se exercita aos fins de tarde, seja por questão de tempo ou mesmo por não se adaptar a uma rotina matutina. A grande vantagem para quem prefere o período da tarde é que o seu corpo já se encontra em bom estado de funcionamento, isto é, sua temperatura corporal e seus níveis de hormônio estão à todo vapor e isso melhora e muito o desempenho da atividade física. Além disso, é também por já estar despertado que o risco de lesões durante o exercício diminui.

As melhores atividades para este horário são as anaeróbias, ou seja, as que objetivam aumento de massa muscular.

À noite

Praticar exercícios físicos à noite é um hábito muito utilizado por quem sofre insônia; por despender uma grande carga de força e gerar cansaço, há quem consiga dormir bem e mais facilmente depois de uma dose de atividades físicas. Porém, é preciso cautela: o efeito pode ser reverso. Exatamente por envolver uma série de hormônios, como a já citada endorfina, por exemplo, a prática do exercício pode acabar causando uma sensação de euforia, o que aumenta as chances de te manter despertado.

O ideal é que as atividades sejam feitas em até 3 horas antes do horário de ir dormir, assim seu organismo tem tempo suficiente para desacelerar e chegar no ponto ideal para uma boa noite de sono.

Exercícios como a ioga, por exemplo, são boas opções pois reduzem os níveis de cortisol.

Mas, acima de todas estas dicas, a principal é: deve-se considerar o ritmo circadiano, mas, principalmente, a sua rotina e o seu corpo. Quem tem dificuldades para acordar cedo provavelmente não funcionará com exercícios logo que o sol nasce; da mesma maneira que há uma série de pessoas que preferem praticar exercícios à noite em prol do desestresse de um longo dia cheio de responsabilidades.

Já escolheu qual o período do dia em que você vai se exercitar?

Benefícios do pilates

Pilates e neopilates - diferenças