Nós já falamos sobre como é comum encontrar quem sofre com a hérnia de disco ou lombalgia. São problemas que acometem a coluna, causando bastante dor e, em alguns casos, comprometendo a mobilidade.

Outra queixa bastante comum é sobre a tendinite. Muito se fala sobre esse problema, mas será que você sabe o que ele realmente é, quais sinais o corpo no mostra e o que pode ser fator de risco para o desenvolvimento da tendinite?

No post de hoje, separamos tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Confira!

 

O que é a tendinite?

Nosso corpo é formado por ossos, órgãos, músculos e tendões. Os tendões são uma espécie de cordão fibroso que tem como função manter o equilíbrio e a dinâmica do nosso corpo. É por meio deles que os músculos se inserem nos ossos e nos outros órgãos.

Para entender melhor as causas da tendinite, é importante saber que os tendões não são tão elásticos quanto os músculos, mas também não são tão rígidos quanto os ossos. A grosso modo, a tendinite poderia ser explicada como a inflamação desses tendões.

 

Quais são os sintomas da tendinite?

Quando o tendão inflama, há dor e inchaço na estrutura. Como nosso corpo é repleto de tendões, a tendinite pode acometer qualquer parte do corpo. Apesar disso, as regiões mais atingidas costumam ser o ombro, o punho, o tornozelo e o joelho.

O maior sintoma é, sem dúvidas, a dor. A musculatura da região fica sensível e pode haver a ocorrência de espasmos. Também é comum que a região fique inchada, quente e com aspecto de vermelhidão.

Sentir alguns desses indícios não é suficiente para se diagnosticar com tendinite. É necessário que haja uma avaliação médica, que pode ser feita apenas por meio de histórico ou com o auxílio de exame físico.

 

O que causa a tendinite?

Este é um tópico bastante importante, pois não há caminho melhor que não seja a prevenção. Um dos fatores de risco é a falta de alongamento muscular. Isso porque o tendão pode acabar sobrecarregado e, assim, a inflamação é quase certa. Nesse sentido, atividades físicas que promovem um trabalho corporal voltado, principalmente, para o alongamento são bem-vindas.

Outro fator que pode propiciar o surgimento da tendinite é o hábito da postura incorreta. Isso porque a má posição da região dos ombros — geralmente, inclinada para frente — diminui o espaço que os tendões têm para deslizarem. Assim, o atrito pode causar lesão e inflamação.

Além desses fatores, movimentos repetitivos, idade e atividades físicas mal executadas também podem influenciar.

 

Como é o tratamento da tendinite?

O tratamento é dividido em duas partes: a de alívio da dor e a de prevenção. Primeiro, é preciso proporcionar conforto para, então, lidar com o cerne do problema. Assim, é recomendado o repouso, o auxílio de gelo e, eventualmente, administração de remédios anti-inflamatórios.

Já para tratar o problema em si, são recomendados o fortalecimento dos músculos e o alongamento muscular, além da correção da postura. Todas essas recomendações podem ser obtidas por meio da prática de atividades físicas específicas e voltadas para isso, como o pilates.
Agora que você já sabe um pouco mais sobre a tendinite, que tal ler sobre o que o pilates pode fazer por você? Confira!